terça-feira, setembro 19, 2006

Náusea

Da última vez que te vi, vomitei.
Vomitei nosso filho que não tivemos
Nossos sonhos que já morremos
Nossos dias de chuva e sol
Nossas noites de palavras confusas
Vomitei nossa música, seu cabelo, sua guitarra.

As cartas, as frases, os silêncios eternos
Todo aquele escuro
- a luz acesa -
Os sussurros no ouvido.

Guardei mesmo só os olhares criminosos.
O encostar lento de lábios.
Ficaram dentro de mim os gozos e as peles quentes se abraçando.
Afinal, é o que mais vale a pena.

Um comentário:

Sintaxe à vontade: