quinta-feira, fevereiro 17, 2011

Preciso me encontrar

Deixe-me ir
Preciso andar
Vou por aí a procurar
Rir prá não chorar
Deixe-me ir
Preciso andar
Vou por aí a procurar
Rir prá não chorar...

Quero assistir ao sol nascer
Ver as águas dos rios correr
Ouvir os pássaros cantar
Eu quero nascer
Quero viver...

Deixe-me ir
Preciso andar
Vou por aí a procurar
Rir prá não chorar
Se alguém por mim perguntar
Diga que eu só vou voltar
Depois que me encontrar...

Quero assistir ao sol nascer
Ver as águas dos rios correr
Ouvir os pássaros cantar
Eu quero nascer
Quero viver...

Deixe-me ir
Preciso andar
Vou por aí a procurar
Rir prá não chorar...

Deixe-me ir preciso andar
Vou por aí a procurar
Sorrir prá não chorar
Deixe-me ir preciso andar
Vou por aí a procurar
Rir prá não chorar...

2 comentários:

  1. cara eu já te disse que vc é muito cabeçuda e agora poetisa? Depois não se acha inteligente, que prova você quer disso? Não, não vem que não tem até porque, a teoria da relatividade já foi descoberta por alguém (ele enganou a mulher dele e ficou com o dinheiro do Nobel sozinho, sabia né?)

    ResponderExcluir
  2. Mas, Kely, isso é Cartola! Eu n sou gênio nenhum!!!! É q eu só botei o compositor nas tags.
    Quem me dera...

    ResponderExcluir

Sintaxe à vontade: